terça-feira, 13 de maio de 2008

Saudades de Coimbra ...(link)

Saudades de Coimbra

Oh Coimbra do Mondego
E dos amores que eu lá tive,
Quem te não viu, anda cego,
Quem te não ama, não vive.

Do Choupal até à Lapa
Foi Coimbra os meus amores.
A sombra da minha capa
Deu no chão, abriu em flor

(Mário da Fonseca/Edmundo Bettencourt)

Voz:José Afonso

Sem comentários:

Enviar um comentário