sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Andam palavras na noite

gravura de: neuraurbana 

Andam palavras na noite

Andam palavras na noite
Cansadas de me chamar.
Trago os meus lábios salgados
E algas no paladar.


Eu sou um grande oceano
Que só fala a voz do mar!
Mas já sinto o mar cansado
De pedir o luar ao céu
Que a noite não lhe quer dar!

[Natália Correia]


Sem comentários:

Enviar um comentário