segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Balada das Coisas e Não [Jorge de Sena]

Há coisas na vida  mais bolas que a  vida
coisas terríveis  tão  belas ocultas
que  coisas  não  são
sabemos acaso  os  nomes  o  gesto
de  incerta   presença
sorriso  mais vago
perfume sonhado
sombras  solenes
luzeiros  tremendo
ah  não
sentir não sentimos
pensar não pensamos
nem  mesmo que é  nada
se  é  belo  ou  não  bolo
se parte  se  fica
se  é  excesso  ou se é  rosto
   coisas terríveis
estranhas não  são
alheias  dispersas
talvez também  não
mais  belas que a  vida
que a  vida  perdida
ansiosa  ou  maldita
diremos acaso  que nomes  que gesto
mas  quais e  por quê?...
Ah  não.

[Jorge de Sena]

Sem comentários:

Enviar um comentário